Olhem que legal a reportagem dedicada ao nosso pequeno publicada pela Zero Hora de hoje (22.06)…

“Campanha para financiar cirurgia do menino Arthur que tem paralisia já arrecadou R$ 147 mil

Pais querem levar menino para os Estados Unidos, onde será submetido a procedimento que pode facilitar movimentos simples do dia a dia

 

 

O pequeno Arthur Salomão Larronda, de três anos, não se importa com a limitação do andador ao imitar os movimentos de dança ensaiados pelo irmão gêmeo Rafael enquanto assiste ao clipe da cantora Rihanna na sala de casa. Ele solta gargalhadas, se diverte e participa das brincadeiras do irmão como se nada pudesse impedi-lo.

Arthur é tem paralisia cerebral quadriplégica espática decorrente de uma hemorragia cerebral que ocorreu durante o nascimento prematuro. A hemorragia não o deixou paralisado por completo, mas enrijeceu a musculatura, o que o impossibilita de fazer movimentos simples como caminhar e até falar. A sequela pode limitá-lo ainda mais na medida em que cresce e o expor a cirurgias de correção óssea.

No final do ano passado, os pais descobriram uma cirurgia realizada com sucesso em mais de 3 mil pacientes pelo médico Tae Sung Park, nos Estados Unidos. A rizotomia dorsal seletiva é um procedimento realizado na medula espinhal que libera a musculatura e diminui o enrijecimento. O custo da cirurgia mais a estadia de um mês para acompanhamento médico foi avaliado em R$ 250 mil.

Sem condições de arcar com as despesas, os pais, Letícia Salomão, 35, e Rodrigo Larronda, 36, criaram a campanha Vai Arthur para arrecadar fundos. Em pouco mais de dois meses de eventos organizados, rifas e camisetas vendidas, além de doações espontâneas de amigos, a família já conseguiu pouco mais da metade da verba necessária (R$ 147 mil).

— Eu só quero que ele seja um pouco mais independente, porque ele é uma criança feliz e muito amada. Ele é muito esforçado, e o mano é o maior incentivador. Arthur vê no Rafa tudo o que ele pode fazer — emociona-se Letícia.

Além da campanha, os pais conseguiram uma liminar na Justiça para que o plano de saúde pague o tratamento feito por Arthur, que inclui fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e outros métodos que o ajudam a se desenvolver. O custo mensal do tratamento sairia em média R$ 15 mil por mês se tivesse que ser bancado do próprio bolso.

— Se ele ficar no andador (após a cirurgia) está perfeito. Se trocar por uma muleta, aleluia. Se andar sozinho, vou fazer festa e soltar fogos! O Arthur é uma criança iluminada. A cirurgia vai dar mais qualidade de vida para ele e evitar operações futuras — diz Rodrigo.

Como bons administradores, os pais fizeram um planejamento da verba arrecada e esperam conseguir todo o dinheiro até agosto. Após a cirurgia nos Estados Unidos, o neurologista brasileiro que o acompanha em Porto Alegre vai avaliar se ainda haverá necessidade de fazer outra cirurgia de correção do quadril.

 

Palestra para cuidadores vai ajudar campanha

O próximo evento para angariar fundos será uma palestra no Centro Universitário Metodista IPA que está sendo organizada pela empresa Evolurindo — criada há dois anos pelo geógrafo Gustavo Nunes Pereira e a fisioterapeuta Ana Paula Anicet. A dupla de sócios se especializou em gestão de pessoas e espiritualidade e decidiu aliar o conhecimento aos princípios do palhaço para promover qualidade de vida à pessoas físicas e jurídicas por meio de workshops e palestras.

Os cursos que também são ministrados dentro de empresas trabalham o autoconhecimento e provocam reflexões sobre o propósito que cada um tem com o seu trabalho e a sua vida pessoal. Gustavo e Ana Paula dizem que, além de viverem da empresa, ainda revertem parte do valor para instituições carentes.

— O objetivo é provocar a ideia de quem eu sou no mundo, fazer com que as pessoas reflitam sobre a suas reais funções dentro da empresa e quais são as suas responsabilidades sociais. Será que a criança que eu era teria orgulho do adulto que me tornei? — conta Gustavo.

A palestra que será ministrada no IPA para ajudar o pequeno Arthur vai abordar os cuidados com quem exerce o papel de cuidador, não só para profissionais da saúde, mas para pessoas comuns que assumem esta função dentro da família. O evento é aberto para o público em geral, e o dinheiro do ingresso será revertido para a campanha. Os pais de Arthur também venderão camisetas e rifas.

— Nós sempre somos cuidados ou estamos cuidando de alguém. A partir deste princípio, o quanto de energia e intenção amorosa nós colocamos nessa função? Além disso, algumas pessoas cuidam tanto das outras que não cuidam de si. É preciso se amar e se cuidar para fazer isso pelo outro — diz Ana Paula.

Saiba mais

Informações sobre a campanha Vai Arthur (#vaiarthur) e contatos para quem quiser ajudar estão no site vaiarthur.com.brno Facebook e no Instagram.

Serviço

Palestra: Cuidando de quem cuida, sutilezas da amorosidade e intenção
Onde: Auditório Oscar Machado, no Centro Universitário Metodista IPA
Data: 27/06/2017
Horário: 19h30min
Ingressos antecipados:sympla.com.br ou http://bit.ly/2rDbkVk
Valor: R$ 15

*Haverá ingressos na hora”

 

Ou leia na íntegra pelo link abaixo…

 

Todos Juntos!
#vaiarthur