O que é Rizotomia Dorsal Seletiva ?


A rizotomia dorsal seletiva (RDS), é um procedimento cirúrgico eficaz e bastante utilizado no mundo para tratamento da espasticidade causada pela paralisia cerebral e outras enfermidades.A “técnica minimamente invasiva” foi criada pelo Dr. T. S. Park (Saint Louis Children’s Hospital), e consiste na inativação de parte dos nervos (raízes), que conectam os músculos a medula, sendo feita através de uma incisão bastante pequena, de 3 a 5 cm, utilizando microcirurgia.


Como resultado, geralmente existe uma redução considerável da espasticidade, melhorando a qualidade de vida dos pacientes, e possibilitando em vários casos, alguma forma de deambulação.


Alguns resultados geralmente aparecem logo no pós operatório, mas é importante ressaltar que o potencial funcional pleno do paciente só vai ser revelado ao longo dos meses, através da fisioterapia e cirurgias ortopédicas pontuais, quando indicadas.
No que consiste a cirurgia da rizotomia dorsal seletiva?


De uma forma simples, é a secção (corte) de algumas radículas (porções) dos nervos da parte de trás da medula da região lombossacra. Isto provoca a diminuição da entrada dos reflexos medulares que conduzem a espasticidade muscular. Estas radículas não são responsáveis pela força muscular.


As radículas são muito delicadas e são testadas individualmente pelo neurocirurgião, para ver se estão ou não envolvidas no processo espástico. Isto é possível porque o neurocirurgião estimula as mesmas e através de monitoramento dos músculos das pernas da criança, realizado por outro médico, verifica seu envolvimento. Neste ponto também é importante o conhecimento de dados clínicos e funcionais do paciente, que o neurocirurgião recebe da equipe que realizou uma ampla avaliação específica anteriormente, pelo ortopedista e pelo fisioterapeuta. Com base em todos estes fatores ele decide quais radículas são cortadas. Experiência de todos os membros da equipe é crucial.


O Centro Hospitalar de Crianças de Saint Louis para a Espasticidade da Paralisia Cerebral é a equipe mais experiente do mundo, tendo realizado este procedimento altamente especializado em mais de 3.000 pacientes.
Em sua experiência, a Rizotomia Dorsal Seletiva provou ser muito eficaz para reduzir permanentemente a espasticidade em certas crianças com paralisia cerebral, especialmente naquelas com diplegia espástica ou quadriplégica.